quarta-feira, 4 de abril de 2012

Ataque de Jacarés: parece cena de cinema, mas é a vida real

Um jacaré apareceu no canal do Beirol, zona oeste de Macapá, assustando moradores e trabalhadores. O réptil não era de grande porte, medindo um pouco mais de um metro. O tamanho de um jacaré pode variar de sessenta centímetros (jacaré-anão) até 6,5 metros (jacaré-açu), podendo pesar de três a quinhentos quilos. Outro jacaré também foi avistado no canal do Perpétuo Socorro, sendo abatido pelos moradores e outro foi capturado vivo pela equipe do batalhão. A aparição de jacarés em canal preocupa os moradores desses bairros. Eles procuram a margem, mas acabam se assustando com o grande número de pessoas.

Na quinta-feira passada (29), no Igarapé do Poname - município de Amapá -, um jacaré atacou e matou o pescador Pedro de Jesus Ferreira Melo. Na manhã de sábado, foi encontrado apenas parte do corpo. No domingo (1), O réptil foi abatido por bombeiros da 9ª Companhia de Resgate. Ao abrirem a barriga do réptil, encontraram as demais partes do corpo.

Geralmente os jacarés atacam quando se sentem ameaçados ou quando seu habitat natural é degradado, indo procurar alimento e moradia em outros lugares. Como nosso Estado possui muitas áreas de ressacas e canais que se interligam com rios, igarapés e lagos, o tráfego de jacarés é constante e ameaçador.

Os jacarés são ecologicamente importantes porque fazem o controle biológico de outras espécies animais ao se alimentarem daqueles indivíduos mais fracos, velhos e doentes, que não conseguem escapar de seu ataque. Também controlam a população de insetos e dos gastrópodes (caramujos) transmissores de doenças como a esquistossomose (barriga-d’água). Suas fezes servem de alimento a peixes e a outros seres vivos aquáticos.

Os jacarés são répteis bem adaptados ao meio ambiente e dominam ainda hoje muitos habitats. Ao contrário do que se pensa, o jacaré não é lento. Se for melindrado ou estiver preste a dar o bote, adquire velocidade impressionante. Dentro da água, seu ataque é geralmente mortal, já que é um exímio nadador.

O jacaré é carnívoro e aceita tudo, desde que a alimentação oferecida seja à base de proteína animal. A exigência alimentar é de 10 % do peso vivo ao dia, pois tem o metabolismo lento.

O que mais assusta nesse animal é o tamanho de sua boca e a quantidade de dentes - entre 70 e 80. Quando a vítima é pequena, o jacaré simplesmente engole a presa inteira. Já quando a vítima é maior, o jacaré a segura pelas mandíbulas e a sacode bruscamente até que se despedace. Quando o ataque acontece dentro da água, uma espécie de válvula isola a traqueia evitando, assim, que a água invada o pulmão.

O sucesso da saída do animal da água para o meio terrestre ocorreu por alguns motivos como pele grossa que auxilia no equilíbrio iônico do animal; desenvolvimento dos pulmões bem capacitados; coração com quatro cavidades (muito parecido com o coração humano) e ovo com casca, que protege o embrião do meio.


Abaixo segue o vídeo na íntegra da retirada das partes do corpo do pescador de dentro da barriga do jacaré. São cenas fortes!!!


video

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...