segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

As “maiores” árvores do mundo

O patrimônio genético, as condições ambientais e também eventuais acidentes determinam o tamanho e a duração de vida dos seres vivos. E em se tratando de idade e tamanho as árvores são as campeãs.
De acordo com estudiosos da área, as maiores e mais altas árvores da Terra são coníferas e pertencem à família botânica Taxodiacea. A grande maioria delas se localiza na costa da Califórnia, oeste dos Estados Unidos, e pertence a duas espécies: Sequoia sempervirens, conhecida simplesmente como sequoia e Sequoiadendron gigantea, mais conhecida como sequoia gigante ou "bigtree" (em inglês – árvore grande).
As sequoias são também os seres vivos mais velhos. Algumas chegam a ter cerca de 4 mil anos.  Neste artigo, listei as oito maiores árvores do mundo - em diversos aspectos. Além das sequoias, conheça também a mais alta árvore latifoliada, a mais alta árvore tropical, entre outras.

Sequoia gigante - Sequoiadendron gigantea

Estudos indicam que as árvores desta espécie chegam a ter mais de 4 mil anos. E elas simplesmente não param de crescer. O exemplar mais famoso é a árvore conhecida como General Sherman. Esta é considerada a maior árvore do mundo em termos de volume. A árvore encontra-se preservada no Parque Nacional de Sequoias, Califórnia, Estados Unidos.
Sua casca é fibrosa e chega ter 60 cm de grossura. Suas folhas são parecidas com as folhas dos pinheiros. As sementes ficam dentro de cones, sendo que cada cone tem em média 230 sementes.

Sequoia - Sequoia sempervirens

As árvores desta espécie são chamadas simplesmente de sequóias ou ainda de “redwood” nos Estados Unidos, em função de seu tronco ter uma tonalidade avermelhada.
O grande destaque desta espécie é o porte de suas árvores. Uma sequoia pode viver milhares de anos e no final de sua vida ultrapassar fácil os 100 metros de altura. As sequóias, por incrível que pareça, são maiores até mesmo do que as sequoias gigantes. Seus troncos são tão grandes que é possível escavar sua base para construir um túnel para carros.
Assim como as sequóias gigantes, as sequóias também têm a sua origem na Califórnia, EUA. No dia 8 de setembro de 2006, os naturalistas Chris Atkins e Michael Taylor descobriram a maior delas, considerada a árvore mais alta do mundo.
A sequóia recebeu o nome de Hyperion e tem 115,55 metros de altura. Dizem ainda que se não fossem os pica-paus que atacaram a sua copa, ela chegaria facilmente aos 116 metros. As autoridades norte-americanas não informaram a sua exata localização com medo de que ela possa vir a ser danificada por turistas. Sabe-se, porém, que a Hyperion está no Parque Nacional de Redwood, ao norte de São Francisco, nos Estados Unidos.

Eucalipto - Eucalyptus regnans

As árvores desta espécie são popularmente conhecidas como eucaliptos e pertencem à família botânica família Myrtaceae. Estas são as árvores latifoliadas, isto é, não coníferas, mais altas do mundo.
Os eucaliptos são bastante conhecidos por nós, brasileiros, e já temos conhecimento de sua capacidade de crescer bem. As sequóias são sim, bem altas também, mas muitas delas ficam tão grandes por estarem protegidas dentro de parques nos Estados Unidos. A história dos grandes eucaliptos já é bem diferente.
A grande maioria dos eucaliptos gigantes encontra-se (ou encontrava-se) na Austrália. As árvores mais altas já não estão mais vivas – muitas morreram em função da idade avançada e outras foram simplesmente derrubadas.
Alguns desses eucaliptos que já não estão mais em pé chegaram a ter mais de 130 metros de altura. Uma delas chamava-se Ferguson Tree e tinha cerca de 150 metros de altura e 5,5 metros de diâmetro. Outra recebeu o nome de Robinson Tree e tinha 143 metros de altura.
Árvores tão altas como essas duas já não são mais encontradas. Porém, no continente australiano é bastante comum encontrarmos eucaliptos que medem entre 80 e 100 metros.

Tualang - Koompassia excelsa

O recorde mundial de árvore tropical mais alta do mundo pertence à espécie Koompassia excelsa, popularmente chamada de “tualang”, “tupang” ou “sialang”. As árvores desta espécie pertencem à família botânica Leguminosae e podem ser encontradas na Indonésia, Malásia, Filipinas e Tailândia.
A maior delas foi registrada em 1902, na Indo-Malásia, com 84 metros de altura.




Baobá - Adansonia digitata

Esta é a espécie que tem as árvores que possuem o maior diâmetro.  Trata-se dos baobás, árvores nativas da ilha de Madagascar. Os baobás não são altos – possuem algo entre 5 e 25 metros de altura – porém o diâmetro do tronco podem chegar a 11 metros.
Estas árvores se desenvolvem em regiões áridas e destacam-se pela capacidade de armazenar água dentro do tronco – algo em torno de 120 mil litros. Suas folhas caem durante a estação seca.
Aqui no Brasil, encontramos baobás no nordeste, especialmente no estado de Pernambuco. Dizem até que Saint Exupéry se inspirou no baobá da Praça da República, no Recife, para escrever O Pequeno Príncipe.

Cajueiro de Pirangi

O Brasil também consta na lista de países que têm as “maiores árvores do mundo”. Prova disso é o Cajueiro de Pirangi, o maior cajueiro do mundo, localizado no Rio Grande do Norte. O recorde do cajueiro não diz respeito à sua altura e sim à área ocupada pelo pé de caju – algo em torno de 8.500 m2. Seu perímetro é de aproximadamente 500 metros.
Diz a lenda que o pé de caju foi plantado em 1888 por um pescador que morreu aos 93 anos de idade sob as sombras de seu cajueiro. O crescimento do cajueiro de Pirangi é explicado por duas anomalias genéticas: seus galhos cresceram para os lados e com o passar do tempo e em função do peso curvaram-se para baixo; ao alcançarem o solo estes mesmos galhos criaram raízes e cresceram novamente como se fossem troncos de uma outra árvore.
Quem olha de fora acha que existem vários cajueiros, mas na verdade toda aquela extensão é ocupada por uma única árvore. O Cajueiro de Pirangi dá cerca de 500 cajus por dia.

Jequitibá

Os jequitibás são árvores de troncos grandes – tanto em comprimento como em diâmetro. As árvores pertencem à família das Lecitidáceas.
Estas são árvores nativas da Mata Atlântica e encontradas principalmente na região sudeste. Em tupi-guarani, o nome jequitibá significa “gigante da floresta” e não é para menos. No meio da floresta, os jequitibás como jatobás, sapucaias e angelins podem ser vistos bem acima das demais árvores. Há registros de jequitibás de 60 metros de altura.
No Parque Estadual do Vassununga, em Santa Rita do Passo Quatro, São Paulo, está o jequitibá mais alto do Brasil que ainda está em pé. Trata-se do Patriarca da Floresta, jequitibá-rosa de 3 mil anos e que possui 49 metros de altura e uma circunferência de 16 metros. Para dar a volta em seu tronco é preciso ter dez pessoas de mãos dadas.



Coccoloba

Esta não é a árvore mais alta e nem a que tem o maior diâmetro. Porém, a Coccoloba, encontrada na Bacia do Rio Madeira, na Amazônia, é a árvore que apresenta a maior folha do mundo. 

Isso mesmo. A folha da Coccoloba, árvore da família Poligonacea, pode medir até 2,5 metros de comprimento e ter 1,4 metro de largura. Um exemplar dessa espécie já teve sua folha incluída até mesmo no Guiness Book - o livro dos recordes. 
A Coccoloba possui a maior folha do mundo entre as dicotiledôneas (plantas superiores). Imagine só - uma única folha da Coccoloba pode envolver um homem adulto como um charuto.

ComoTudoFunciona

2 comentários:

  1. Por favor onde posso comprar sementes de Coccoloba (Folha gigante)??

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...